Como validar o diploma brasileiro na Austrália - Egali Intercâmbio
Tudo sobre intercâmbio
Austrália

Como validar o diploma brasileiro na Austrália

Atualizado em 23 de janeiro de 2017

Além das paisagens e praias maravilhosas, a facilidade de estudar e trabalhar são o que mais atraem os intercambistas que escolhem a Austrália como destino. Mas, e se depois de passar um tempo no país o estudante quiser trabalhar na área em que já está formado no Brasil?

Isso é super possível de se fazer, porém exige alguns processos para que o diploma brasileiro seja aceito dentro das qualificações do padrão australiano. Dependendo da área de atuação, por exemplo, o processo de validação é diferente.

E o post de hoje vai explicar como são esses processos. Então, se você está pensando em trabalhar na sua área na Austrália, confira as informações a seguir! 😉

 

Como validar um diploma brasileiro na Austrália

 

Primeiro, é preciso ver se a área de formação precisa ou não de registro. Para as que não precisam, o processo é mais simples. Enquanto o processo para as que precisam do registro, levará um pouco mais de tempo para serem validadas.

 

1. Áreas que não necessitam de registro

Para áreas que não necessitam de uma licença especial, o qualifications assessment é a opção mais simples e barata para a validação do diploma. O diploma passará por uma avaliação que servirá para mostrar a qualificação australiana equivalente à sua área a um futuro empregador .

Por conta dessa avaliação não incluir informações específicas sobre o conteúdo da área do diploma, ela não dá o direito de entrar em uma universidade. Ela serve mais como um guia para o empregador.

O pedido das qualifications assessments pode ser feito online (veja aqui), e será preciso de cópias digitalizadas do diploma e dos boletins emitidos durante seus estudos (histórico do curso). Para reconhecer um doutorado, você precisará enviar uma cópia do resumo de sua tese e a evidência de que ela foi publicada.

Para todos esses documentos, você deve enviar uma cópia digitalizada dos originais e também uma tradução deles para o inglês.

egali-intercambio-como-validar-um-diploma-brasileiro-na-australia-01

 

2. Áreas que necessitam de registro

Profissões como médico, enfermeiro, advogado, engenheiro, arquiteto ou que exigem registros ou licenças específicas exigem um processo mais longo, com um investimento maior.

Cada profissão possui um órgão avaliador (encontre a lista deles aqui), em que os pedidos devem ser feitos. Esses órgãos avaliarão o curso, as notas e farão uma entrevista para saber sobre a área de trabalho, o nível de inglês e os conhecimentos de quem deseja validar o diploma.

Cópias dos documentos originais e cópias dos documentos traduzidos e juramentados terão que ser enviadas ao órgão avaliador. As notas de testes de inglês, como o IELTS ou TOEFL, também devem ser enviadas, já que o nível do idioma será avaliado.

Se o diploma for aceito na Austrália, uma grande parte dessas profissões ainda requer um período de trabalho supervisionado antes de receber o registro de fato. O registro é uma exigência legal para as profissões que oferecem serviços ao público em determinadas áreas. Depois de passar por esse período de supervisão, será possível que o profissional ofereça seus serviços sem estar necessariamente em uma empresa.

egali-intercambio-como-validar-um-diploma-brasileiro-na-australia-02

 

3. Tradesman

Tradesman, na Austrália, é um profissional que trabalha em áreas como elétrica, encanamento, mecânica, construção, comércio, etc. A formação nessas áreas podem ser registradas com as organizações responsáveis por cada uma delas no país.

As habilidades profissionais terão que passar por uma avaliação online (aqui). Depois disso, é preciso achar uma Registered Training Organisation (Organização de Treinamento Registrada) de acordo com a profissão (aqui você pode encontrar a listas dessas organizações) e entrar em contato.

Será preciso enviar documentos que mostram onde o profissional estudou, onde trabalhou e o que aprendeu. Se a documentação for aprovada, acontece uma avaliação com um técnico qualificado na área.  A avaliação é feita em inglês, portanto o domínio da língua é um ponto positivo.

Depois disso, se o profissional for aprovado, ele poderá trabalhar na sua área. Porém, também terá que passar por um período de supervisão antes de obter sua licença completa de trabalho.

Confira mais informação sobre os registros de tradesman aqui.

egali-intercambio-como-validar-um-diploma-brasileiro-na-australia-04

 

4. Continuação dos estudos

No caso da continuação dos estudos, como um mestrado ou doutorado, o diploma do curso terá que ser validado para que o estudante entre em no curso universitário.

Cada universidade possui suas regras e exigências para o reconhecimento dos diplomas brasileiros. Na maioria delas, é preciso de cópias certificadas e traduzidas dos boletins e do diploma. Alguns cursos exigem certos pré-requisitos para serem cumpridos antes de entrar na universidade.

E, além dos documentos, os resultados do teste de inglês, TOEFL ou IELTS, também são pedidos.

egali-intercambio-como-validar-um-diploma-brasileiro-na-australia-03

 

Pronto! Depois dessas informações é só ajeitar os documentos e validar seu diploma na Austrália. E mesmo que demore um pouco, não desista! Afinal, nada melhor do que trabalhar com o que a gente gosta num país tão bacana quanto a Austrália. 🙂

  • Por
Olá! Posso Ajudar?