Arquivo FAQ - Egali Intercâmbio

FAQ

Não. Se você não fez nenhum curso de inglês no Brasil, o ideal é que se matricule em curso de idiomas e participe do teste de nivelamento, que definirá em qual turma você será encaixado. Para aproveitar o máximo das aulas, é importante que a escolha do curso seja de acordo com as reais necessidades e com o perfil do aluno.

Porém, se o seu desejo é fazer um curso mais específico, o idioma é exigido afim de que você consiga acompanhar as aulas. Muita gente tem a sensação de que dá pra se virar com um inglês básico, quando, na verdade, acaba até perdendo o investimento por não ter um nível realmente bom. É preciso prestar bastante atenção nessa escolha.

Para saber mais sobre o assunto, acesse nosso post no blog: /blog/preciso-saber-ingles-para-fazer-um-intercambio/

Selecionamos algumas perguntas frequentes na hora de passar pela imigração (lembrando que essas informações são baseadas em experiências de nossos consultores e alunos. Não são regras informadas pelo consulado e, portanto, não são oficiais).

  • Por que você escolheu o país?
  • O que vai fazer no país?
  • Onde vai se hospedar no país?
  • O que você faz no Brasil?
  • O que vai fazer quando voltar ao Brasil?
  • O que o pai/mãe (quem sustenta/quem mora junto no Brasil) faz?
  • Conhece alguém no país de destino?

Veja mais dicas sobre a imigração: /blog/slot-responde-dicas-de-imigracao/

É importante que você conheça essas características e escolha sua acomodação conforme o seu perfil. Veja quais são os principais tipos de hospedagens e seus perfis:

  • Homestay: é indicada para pessoas mais flexíveis que estejam interessadas em conhecer e vivenciar um pouco mais da cultura do país. Como possuem regras específicas, a pessoa tem que estar disposta à adaptar-se a elas.
  • Hostel: Indicado para quem quer conhecer pessoas novas e procura maior liberdade. Tem que estar disposto a dividir espaços com pessoas do mundo inteiro e é uma boa opção para o bolso.
  • Residência estudantil: é indicado para pessoas mais velhas que procuram maior liberdade.
  • Hotel: para quem busca conforto e privacidade e está disposto a pagar um pouco mais por isso.
  • Apartamento: Indicado para quem fará um intercâmbio de período mais longo e busca maior independência e economia.

Leia mais sobre os tipos de acomodações no exterior em: /blog/slot-responde-diferentes-tipos-de-hospedagem-no-exterior/

Uma escala é quando o avião para em uma cidade que não é o destino final da sua viagem, mas você não precisa sair do avião. Já a conexão é quando você precisa descer do avião para pegar outra aeronave.

Depende do destino que você escolheu. A exigência de visto de entrada para alguns países sempre será de acordo com relações políticas entre o Brasil e aquele país.

Veja quais dos 30 países que mais recebem brasileiros exigem visto: /blog/slot-responde-preciso-de-visto-para-viajar/

 

Solicite a emissão do passaporte preenchendo o formulário através do site e pague a taxa GRU gerada logo após o preenchimento do formulário. Após a compensação do pagamento, agende uma data para comparecer ao posto do DPF.  Você deverá levar consigo um documento de identidade e o recibo entregue no dia da confecção. Somente você poderá retirar o passaporte.

Conheça o procedimento completo para emissão do passaporte: /blog/passaporte-brasileiro-entenda-como-funciona/

Depende do país de destino e de cada companhia aérea. Geralmente, cada passageiro terá direito a transportar 2 bagagens, de até 32 kg cada ou 2 bagagens, de até 23kg cada. Você deve sempre conferir no site da companhia aérea qual a sua franquia de bagagem.

Saiba mais sobre bagagens: /blog/slot-responde-o-que-levar-na-mala/

Não, o suporte da base é um dos diferenciais que só na Egali tem. Não são cobradas taxas em nenhum momento do seu intercâmbio.

 

Não. Caso você tenha passaporte estrangeiro (dupla cidadania, por exemplo), o leque de países que você pode trabalhar enquanto realizar o seu intercâmbio pode ser maior. O ideal é sempre expor ao consultor esse tipo de situação para que ele consiga lhe orientar melhor.

Sim. Tudo acontece basicamente igual a um intercâmbio comum: você participa das aulas e das atividades extracurriculares. Todos os membros da família podem até estudar na mesma escola, mas em salas divididas por faixa etária, pois podem ter carga horária e objetivo de curso diferente. Depois das aulas, a família pode se reunir para aproveitar melhor a cidade e seus principais atrativos turísticos, participar de excursões em grupo e até de eventos da comunidade local – tudo para aproximar ainda mais os intercambistas de todas as faixas etárias.

Saiba mais sobre esse tipo de intercâmbio: /blog/slot-responde-intercambio-em-familia/