Primeiras impressões do meu intercâmbio em Auckland - Egali Intercâmbio
Eu fui de Egali

Primeiras impressões do meu intercâmbio em Auckland

Atualizado em 15 de setembro de 2016

Depois de quase um mês morando na Nova Zelândia, mais especificamente em Auckland, o nosso aluno Lucas Affonso listou algumas impressões que ele teve sobre a cidade e deu algumas dicas para quem quiser saber como é visitar ou morar país.

egali-intercambio-auckland-lucas

 

Primeiras impressões do meu intercâmbio em Auckland – Por Lucas Affonso

 

Cultura Local e Estilo de Vida

A cultura deles, devido à própria imigração, é totalmente inglesa. Carros andando do outro lado da rua, pontualidade é imprescindível, as casas sempre seguem a mesma arquitetura e as calçadas são pavimentadas como se fossem ruas (apenas alguns exemplos).

Nos finais de semana, é bem comum ver muitos nativos nas praias como Takapuna Beach ou Mission Bay.

 

Alimentação

Fast-food é acessível (um Big Mac combo sai por NZD 9,60 e um Subway de 15 cm por uns NZD 4,60). Agora, se você quer comer comida de verdade, vai ter que desembolsar no mínimo uns NZD 12 para almoçar no Father Ted’s ou no Shakespeare Pub. Hoje almocei um sushi (potinho com 5 porções) por NZD 9,90.

 

Bebidas

É possível comprar um vinho simples no mercado por NZD 8,00 e uma jarra de cerveja (1.4 litros) num bar estudantil por NZD 14,00. É proibido beber na rua e, em todos os lugares que fui, não me pediram ID, nem mesmo no mercado.

 

Transporte

O transporte público deles consiste de ônibus e trem. Acredito que o metrô deles, que está em obras, fique pronto somente daqui uns anos. O sistema de transporte é integrado entre os ônibus e trens.

Fazendo o Hop Card (cartão para usar o transporte) você ganha em torno de 20% de desconto em cada viagem. Estudante também conseguem fazer um cartão na própria escola que garante mais uns 20% de desconto na tarifa.

Como o sistema trabalha por zonas, em média uma passagem (ida e volta) sai em torno de NZD 1,80 a NZD 3,10 (dependendo a quantidade de zonas que você vai viajar).

Já peguei tanto ônibus ou trem em horário de pico e nunca os vi lotados. É engraçado ver que os nativos não gostam do transporte público, mesmo nunca tendo usado.

 

Moradia

O aluguel aqui é caro e demorou algum tempo para que eu pudesse entender o porquê. Até há pouco tempo atrás, para você poder comprar um imóvel aqui, você precisaria estar obrigatoriamente residindo no país. Mas essa lei foi alterada, e agora é permitido que qualquer pessoa ou corporação de qualquer lugar do mundo possa comprar imóveis e colocar o preço que bem quiser.

Os aluguéis aqui funcionam por semana. Um valor médio para alugar um quarto próximo do centro fica em torno de NZD 150 – NZD 200 por semana, isso incluindo despesas como água, luz e internet.

 

Empregos

O mercado de trabalho deles está bem aquecido e existem muitas vagas de trabalho. Contudo, as vagas para quem pode trabalhar part-time (meio turno) são mais limitadas para quem pode trabalhar full-time (turno integral).

 

Eletrônicos/Telefonia

Existem umas 3 ou 4 companhias de telefonia aqui com vantagens e desvantagens. Optei por pegar um plano pré-pago da SPARK. Pago NZD 19 por mês para ter 500 mb de internet, SMS ilimitado (ninguém usa whatsapp) e 100 minutos de ligações (sem restrição de companhia).

Dos eletrônicos, não existe grande diferença do Brasil não. Um Iphone SE novo sai por NZD 749 (igual ao que mostra no site).

 

Compras

O The Warehouse é parada obrigatória. Tem muita coisa, desde travesseiro, coberta, chaleira elétrica, micro-ondas, gaveteiro etc. Mas o nome já diz, é um depósito. Na Queen Street, tem várias lojinhas “made in china” com diversas barganhas, vale a pena visitar pra achar algumas coisas promocionais.

Dos mercados, fui no Countdown e no New World. Ainda não consegui ir no Pak n Save porque fica mais afastado e precisa de carro ou pegar ônibus. O Countdown é bacana e tem algumas coisas muito baratas e outras mais caras. O New World, pelo menos o que eu fui, era meio desorganizado e tinha uns preços mais caros.

 

E ai, ficou interessado em fazer um intercâmbio em Auckland? Preencha seus dados no “Quero Orçar” e receba um orçamento personalizado. 🙂

  • egali
    Por egali