Por que o intercâmbio é uma opção para melhorar seu currículo? - Egali Intercâmbio
Tudo sobre intercâmbio

Por que o intercâmbio é uma opção para melhorar seu currículo?

Atualizado em 23 de novembro de 2018

É sabido que as empresas valorizam muito um intercâmbio no currículo durante uma seleção de candidatos. E no post de hoje, vamos mostrar porque o intercâmbio é uma opção para melhorar seu currículo.

O motivo para isso é simples: um intercâmbio testa a pessoa de várias maneiras. Seja pelo amadurecimento pessoal, pela adaptação a novos ambientes, pela aceitação de culturas diferentes, pelo aprendizado de uma nova língua e por aí vai.

Em meio a tantas vantagens, nós elencamos as 5 principais razões para você que essa experiência seja uma maneira de alavancar na sua carreira, confira a seguir!

 

1. Idioma

Claro, o aprendizado de uma nova língua. Afinal, o mercado de trabalho está em constante evolução e a cada dia se torna mais competitivo. Se você não tiver pelo menos um inglês no currículo, você já corre o risco de ser descartado de cara.

Muita gente está fazendo cursos de idiomas no Brasil mais para ter uma base antes de ir para o intercâmbio, mas nada melhor do que a vivência no exterior para aprender e aperfeiçoar de verdade o idioma.


Não se preocupe se no começo você precisar fazer umas mímicas para se comunicar com os gringos. É normal!.

 

2. Amadurecimento

Amadurecer durante um intercâmbio não significa apenas aprender a “se virar” sozinho: cozinhar, lavar, ir ao mercado e limpar a casa. O amadurecimento que mencionamos aqui vai muito mais além.

Você vai aprender a lidar com as situações do dia a dia, com as diferentes pessoas, culturas e hábitos; a resolver problemas que você nunca imaginou que pudessem acontecer e que, muitas vezes, nem sabia por onde começar; a fazer escolhas a todo o momento (dependendo do objetivo do seu intercâmbio, se você acaba perdendo o foco, todo seu esforço terá sido em vão), entre outros aspectos.

Com certeza esse amadurecimento vai te ajudar a lidar melhor com as situações numa rotina de trabalho.


Talvez você não lide tão bem com os problemas no começo, mas com o tempo melhora.

 

3. Diploma internacional

Tente comparar o ensino no Brasil com o ensino nos países desenvolvidos. Não desmerecendo (mas sendo realista), praticamente todo curso que você fizer no exterior valerá mais do que se você fizer por aqui mesmo.

Ok, mas então você pensa: “Para estudar no exterior vou ter que pagar muito mais caro do que no Brasil”. Bom, é a aí que você se engana. Claro que as instituições de ensino mais famosas tendem a cobrar um preço bem mais elevado, mas há muitas universidades excelentes que possuem preços bem acessíveis. Além disso, volte e meia os governos de alguns países estrangeiros anunciam bolsas de estudos para brasileiros.

Se você está em dúvida entre fazer um intercâmbio ou outra iniciativa de educação continuada, como uma graduação aqui no Brasil ou um curso técnico/de extensão em sua área de conhecimentos, não se esqueça dos aspectos que o intercâmbio envolve além do ganho de conhecimentos técnicos.


E então você consegue aquele diploma internacional…

 

4. Flexibilidade e Independência

Um intercambista que tem prazer em aprender novos idiomas mostra proatividade e a tendência em querer adquirir novos conhecimentos. Isso é muito bem visto no ambiente de trabalho. Uma pessoa que, durante o intercâmbio, conseguiu resolver problemas fora de sua zona de conforto mostra que possui paciência e flexibilidade.

Outro ponto que conta muito é o quão independe você consegue ser. Ter iniciativa para fazer as coisas sozinho e não ficar dependendo dos outros é uma característica que a maioria das empresas procura nos candidatos. Com o intercâmbio isso acontece a toda hora.

 

5. Networking

Durante o intercâmbio, mantenha-se antenado no mercado. Como? Através do networking. Sendo um excelente aluno, dedicado, prestativo, fazendo amizade com os colegas e professores. Todo mundo é uma fonte de contato e todos têm algo a acrescentar! Fazer network, seja durante um curso de uma semana a um curso de quatro anos é sempre a palavra chave para se manter antenado, ser indicado e ter conhecimento.


É clichê mas ainda vale: quem não é visto não é lembrado.

 

Agora, é hora de colocar tudo no papel. O investimento é pequeno quando comparado ao retorno que o intercâmbio traz. É claro que o intercâmbio, sozinho, não vai transformar você em referência no seu setor profissional da noite para o dia. É preciso muito esforço e dedicação. Faça valer a pena.

E para mais informações sobre os nossos pacotes de intercâmbio, entre em contato com a gente por aqui.

  • egali
    Por egali