Como fazer o planejamento financeiro do seu intercâmbio durante a pandemia
Covid-19

Como fazer o planejamento financeiro do seu intercâmbio durante a Pandemia

Atualizado em 18 de junho de 2020

Pouco a pouco as rotinas dos países estão voltando ao normal e as viagens vão entrar de volta na vida dos intercambistas. Logo o cenário estará 100% favorável para continuarmos explorando esse mundão.

Por isso, acreditamos que o melhor jeito de esperar tudo isso passar é planejando e se preparando para o seu sonho de estudar no exterior. Afinal, sim, existe vida pós-coronavírus!

O post de hoje é destinado para quem estava economizando para fazer um intercâmbio e acabou sendo surpreendido pela pandemia. Confira a seguir algumas dicas de como fazer o planejamento financeiro do seu intercâmbio durante esse período em que estamos vivendo.

 

1. Tenha uma ideia de quanto você vai gastar

Antes da pandemia do coronavírus se tornar uma realidade, provavelmente você já estava sondando quanto custava fazer um intercâmbio. E isso deve continuar sendo feito.

Pesquise sobre os valores, e também sobre a reputação da agência. Procure saber os motivos dos preços, sejam eles mais elevados ou abaixo da média. Desconfie quando um pacote de intercâmbio tem o valor muito menor do que os demais. Por fim, garanta que a agência possui uma boa estrutura no exterior e um suporte ao aluno de qualidade.

Você não precisa sair de casa para ter um atendimento e tirar dúvidas. A Egali, por exemplo, está fazendo atendimento online e lembrando que a consultoria sobre orçamentos e destinos de intercâmbio é completamente gratuita.

Tendo uma noção de quanto você irá gastar no seu pacote de intercâmbio, fica mais fácil organizar o quanto você precisa juntar para o seu objetivo. E além do valor que você vai gastar é essencial pensar no custo benefício, se a agência escolhida é confiável e vai te dar todo o suporte que você precisar antes e durante o seu intercâmbio.

 

2. Estude seu orçamento e seus gastos mensais

Sabemos que o momento não é o dos melhores para a economia. Algumas pessoas perderam empregos, outras tiveram diminuição das horas de trabalho (e por consequência diminuição na remuneração), então, a primeira coisa que você deve fazer depois que estiver com o orçamento em mãos é ver se o seu orçamento comporta esse investimento ou se vale a pena procurar algum destino mais em conta, por exemplo.

O ideal é guardar algum dinheiro por mês para fazer um bom “pé de meia” para alguns gastos com a entrada do seu intercâmbio. Por isso, estudar o seu orçamento e seus gastos mensais é tão importante.

Talvez você esteja gastando menos nesse período de distanciamento social, talvez você tenha recebido uma boa rescisão… Cada situação é única e dependendo da qual você está vivendo poderá encontrar alternativas com a sua agência de qual opção se encaixa melhor para você agora.

 

3. Organize tudo

Se, depois que você estudou bem seu orçamento e seus gastos mensais, conversou sobre todas as possibilidades com uma agência de confiança e decidiu que chegou o momento de investir no intercâmbio, é hora de por a mão na massa! Ou seja: organizar e colocar tudo no papel.

Cada pessoa tem uma maneira de se organizar, pode ser com um caderninho de gastos, uma planilha no Excel ou no Google docs ou, até mesmo, um aplicativo de organização financeira. O importante é sempre ter uma disciplina em atualizar todos os seus gastos e suas economias.

Com isso, você terá uma noção do quanto você está mais perto de realizar o seu sonho!

 

4. Fique de olho nas alterações cambiais

Aqui na Egali, por exemplo, trabalhamos com o câmbio congelado. Então, você não precisa se preocupar se as oscilações semanais dos câmbios vão influenciar no preço final do seu intercâmbio. O valor que você fechar durante a matrícula será o valor que você pagará até o final das parcelas, você não precisa se preocupar se o câmbio vai aumentar durante esse período.

Mesmo com essa facilidade de não se preocupar com as oscilações cambiais na hora de pagar o seu intercâmbio, é preciso ficar de olho nas cotações para que você possa comprar a moeda do seu país de destino. A Egali trabalha tanto com opções de câmbio em espécie, quanto cartão de viagem pré-pago e o nosso exclusivo serviço de e-câmbio (para alunos que vão realizar estudo e trabalho na Austrália ou na Irlanda). Para saber mais detalhes sobre cada um desses serviços, entre em contato com o seu consultor. 😉

 

5. Feche com uma agência confiável

Isso é muito importante! Aqui no Blog temos um manual de como reconhecer uma agência confiável e um post sobre as inseguranças de fechar um intercâmbio durante a pandemia. Esses conteúdos são muito importantes para quem deseja fazer esse investimento. Lembre-se: uma agência com estrutura sólida é garantia de segurança!

Afinal, não adianta você organizar tudo, fazer suas economias e acabar perdendo todo esse trabalho (e todo dinheiro) em algo que pode não dar certo. É preciso ter cautela nesse momento e garantir que o seu dinheiro está sendo investido em algo confiável.

 

Com essas 5 dicas, com certeza, o seu sonho de fazer um intercâmbio estará mais perto de ser realizado! E mesmo que você esteja com uma certa insegurança em relação a não conseguir embarcar esse ano, não se preocupe. A Egali está com condições especiais, nas quais você poderá comprar seu intercâmbio e embarcar em até 24 meses a partir da data da compra do pacote.

Para saber mais, você pode ler este post ou entrar em contato com um de nossos consultores por aqui.

  • annachies
    Por annachies Blogueira/Vlogueira que deseja conhecer o mundo todo. Acredita que o intercâmbio é uma experiência incrível e fará de tudo para te convencer disso! Quer trocar uma ideia comigo? @annacchies (em todas as redes sociais)

Precisa de Ajuda? Fale Conosco
Entre em contato com nossa equipe de especialistas para começar a planejar seu intercâmbio.

Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.

Campo obrigatório
Entre com um email válido
Campo obrigatório