Papo de Intercambista | San Francisco - Egali Intercâmbio
Eu fui de Egali

Papo de Intercambista | San Francisco

Atualizado em 30 de abril de 2015

A Thiane Cardozo da Egali Intercâmbio – Pelotas indicou o Luigi Sodré para falar sobre como foi a experiência dele em San Francisco. Confere aí o que ele nos contou!

“A ideia de viajar pelas bandas americanas sempre foi um sonho, mas precisava escolher um destino de melhor custo-benefício. San Francisco, uma cidade repleta de cultura, história e charme, caiu como luva.

DSC_8724

A aventura começa com os pontos turísticos: A Golden Gate (que é gigante), ilha de Alcatraz (incrivelmente histórico), Alamo Square (um charme), os parques, e tudo que a cidade proporciona de mais maravilhoso. Mas se você procura algo que fuja do clichê, algo mais diferente e agradável mesmo, uma opção é caminhar! Caminhar muito, olhar a arquitetura, olhar para cima, ver os contrastes entre prédios históricos e modernos, sentar no parque e sentir aquele clima frio, calor, sereno, nublado, ensolarado, tudo no mesmo dia que só San Francisco têm e, assim, ficar completamente apaixonado pela cidade!

DSCF0208

San Francisco possui transporte público extremamente eficiente, com opções entre ônibus, metrô e bondinhos. É também uma cidade regrada, com leis (é bom você atravessar a faixa de segurança no seu sinal e é proibido beber bebida alcoólica nas ruas), é sustentável (pouco chove na Califórnia, com isso as pessoas economizam muita água) e as pessoas são preocupadas com o meio-ambiente, reciclagem é uma obrigação para todos. E aí percebemos como e por que tudo funciona.

10926452_768844589850694_5515845659247950397_n

A noite da cidade é o oposto do Brasil. Ou, para não generalizar, da minha região. Lá, a noite começa cedo e a galera vai para os clubs normalmente por volta das 21h com seu término agendado para 2h, no máximo. É engraçado, pois nunca me vi dançando às 21h. Existem muitas opções, para todos os gostos! O que mais me agradou foi a balada The Cafe, na Market Street próximo ao Castro. Como o pessoal é mais discreto, não costumam ir para balada para beijar uns aos outros, eles gostam mesmo é de dançar! O tipo de música (pop eletrônico) e diversos showzinhos com dançarinas e dançarinos deixam aquela balada com muita cara de um club americano. O preço das bebidas nas festas é relativamente alto, então não vale a pena querer beber todas no lugar que fores visitar, fazer um aquece antes de partir é a melhor saída.

Tudo é mil maravilhas, até eu chegar na gastronomia. Americanos têm seus próprios hábitos, dificilmente param para almoçar (restaurante com buffet para escolher o que eu quisesse, dificilmente encontrava) e o café-da-manhã, para eles, é essencial. Para comer comida “de verdade” ou eu pagava caro ou era necessário ir ao supermercado e fazer do meu jeito. O que não deixa de ser uma ótima saída, pois existem alguns estabelecimentos como o Whoole Foods (supermercado), onde são oferecidos apenas produtos saudáveis. Porém, na correria de querer visitar tudo e sair de manhã, voltando apenas para dormir, fica mais prático comer pela rua o que encontrar pela frente. Assim o fast-food é clássico: Tacos, burritos, bagel, panquecas, hambúrguer e um bom café. Vale a pena experimentar, é a cara deles!

10896959_769209306480889_6764894356065217545_n

San Francisco com seu centro comercial, Union Square e Market Street é um sonho para quem gosta de compras! Lá existem diversas lojas, dos mais variados segmentos. Best Buy é uma loucura para quem gosta de eletrônicos e modernidades. Macys possui diversos departamentos (clássico, esporte, elegante) e tem uma loja que é focada para o homem. Target é uma espécie de varejão que vende de tudo com preço interessante, então, para comprar shampoo, produtos de beleza, cosméticos, alimentos e coisas do gênero, das marcas locais (que são ótimas), é uma boa saída.

Para quem está pela volta ou ficará pouco tempo, sugiro fazer dois trajetos. Saia caminhando pela Market Street em direção a Ferry Building. Ao chegar lá, dê uma esticada e vá caminhando pelos Piers, passe por todos e pare no 39. É possível retornar caminhando por dentro dos bairros, passando por Chinatown e terminando na Union Square.

No dia seguinte, aproveite para conhecer o Golden Gate Park, Ocean Beach (clássica imagem das praias californianas) e vá até a Golden Gate. Lá, vale “perder” todo o tempo do mundo! Se sobrar tempo, um tour na prisão de Alcatraz é inesquecível!

10929215_772014796200340_4812747421969919729_n

Como já estudava inglês no Brasil, acabei fazendo um curso rápido de duas semanas em San Francisco. Foi curto, mas intenso! Incrível estar ao lado de pessoas da China, Chile, Tailândia, Coréia e claro, alguns brasileiros! Optei deste modo, pois ainda precisava/queria visitar outras cidades, aproveitando a ida até os Estados Unidos num “curto” prazo de 35 dias. Los Angeles, Las Vegas e NY foram as minhas outras paradas… Mas estas, falarei em outro momento!

DSC_8791

Viajar é incrível. Viajar sozinho é um desafio, experimente! Conhecer novos lugares é indescritível, mas eu tenho certeza que ainda volto para San Francisco. Deixei um pedacinho meu lá, preciso buscar!”

Agradecemos pelo depoimento, Luigi. Que experiência maravilhosa você teve!

  • egali
    Por egali