Papo de Intercambista | Melbourne - Egali Intercâmbio
Eu fui de Egali

Papo de Intercambista | Melbourne

Atualizado em 11 de dezembro de 2015

O Marcelo Rigas, aluno da Egali – Curitiba, nos passou várias dicas sobre Melbourne, na Austrália, onde ele fez o intercâmbio dele. Vamos conferir?

A cidade

“Escolhi Melbourne em cima da hora, tava tudo certo pra ir pra Sydney, mas uma semana antes resolvi mudar, e não me arrependo, faria tudo de novo. Pra ser sincero, escolhi Melbourne por ser uma cidade bem parecida com Curitiba, clima, transporte público e localização, ambas ficam no Sul de seu respectivo país, e se você olhar bem no mapa é uma linha reta entre ambas as cidades.

Também escolhi Melbourne pois como eu queria melhorar meu inglês e ser testado e Melbourne, na época, tinha menos brasileiros. Sim, parece estranho, mas eu já tenho amigos brasileiros no Brasil, pra que fazer mais em Melbourne? Apenas foquei e tive sorte de estar rodeado de europeus e asiáticos, claro que encontrei alguns brasileiros e trocamos contatos.

blog-melbourne-02

Lugares para visitar na cidade

O que mais gostei na cidade foi, primeiramente a arquitetura, é impressionante! Os prédios são muito bonitos visualmente, especialmente em Docklands. Se você gosta de café,  vai adorar Melbourne, tem um monte de cafeteria, e algumas delas secretas. Isso mesmo! Tem belos parques, é uma excelente cidade de ser morar, mas o custo de vida é alto. Como diria meu Pai: “Ter dinheiro é bom, mas saber gastar é melhor”. Fica a dica para os que vão pra a Austrália. Outra coisa é a vida em Mebourne, Japão também é mais igual no sentido classes sociais, é mais justo. Por exemplo: eu pude ir no Australian Open de Tennis and Formula One, sem ter um emprego full-time. Os preços são acessíveis a todos.

Rotina em Melbourne

Eu não era de sair a noite, minha rotina era saudável: academia, jogar futsal toda terça à noite e as vezes tomar uma cervejinha com os colegas de trabalho. Apesar de que, quando estava estudando inglês, quase toda sexta à noite saía com os colegas de sala. Depois que acabou o curso foi diminuindo essa rotina.

blog-melbourne-01

Gastronomia

A Austrália em si não tem uma comida típica que nem é no Brasil, Europa ou Ásia. Melbourne é uma mistura de culturas, e na culinária não é diferente. Por uma lado isso é bom, pois em uma cidade você pode experimentar e conhecer outras culinárias. No meu caso eu adorei, amo comer (hehehehe). Comida Indiana e Mexicana foram minha favoritas.

Compras

Compras eu fazia quando recebia um bom pagamento. Comprei algumas roupas esportivas quando estavam em promoção. Em Melbourne, se você for paciente, você pode comprar roupas por bons preço e boas, como as Australianas: Rip Curl and Billabong. A Rip Curl é do estado de Victoria, cidade Torquay, já a Billabong é de Queensland.

Day Trip

Indico como day trip um passeio até a Great Ocean Road, de carro ou de ônibus. No menu caso fui de carro, com a minha namorada, fomos e voltamos no mesmo dia. Foi uma viagem maravilhosa! Paramos numa cidade extremamente local, que devia ter uns 100 habitantes, sério! Antes de chegar na Great Ocean Road você pode parar em Torquay, onde fica o Museu do surf e antes ainda também pode parar e conhecer Geelong.

Choque Cultural

Choque cultural até que não tive, tive problema e muitas pessoas têm em relação ao sotaque australiano. Foi complicado no começo, mas com foco no estudo e determinação você se acostuma e tudo melhora. Você não irá depender de ninguém pra resolver seus problemas depois, em relação a ficar com receio de fazer uma ligação pro banco ou coisa do tipo.

blog-melbourne-03

Curso de Idioma

Sobre o curso nem tenho muito o que falar, escola era boa. Tive sorte de ter um excelente professor Australiano, que foi muito inspirador em relação a melhorar meu inglês.  Mais o que eu gostaria de falar é que dependa da pessoa: foi pra Austrália a passeio ou estudo?! Se foi a estudo, primeiramente, não pratique inglês apenas na escola. Sério! Tem que estudar, praticar escrita, escutar rádio local, falar com pessoas com mesmo nível de inglês e, o mais importante, mude a sua mente pra inglês.

blog-melbourne-04

Você pode fazer tudo isso, mas se continuar pensando em português ou falando muito em português, especialmente nos dois/três primeiros meses, nada vai mudar, experiência própria. Se não fizer isso você poderá se frustar, o tempo passará e não terá mais tempo. Então antes mesmo de ir, aconselho a ir fazendo uma preliminar, vendo filmes em inglês sem legenda, escutando a rádio (BBC, ABC), youtube, etc. Hoje em dia temos tudo ao nosso alcance, Pai Google! então só não aprende se não quiser. A Internet é algo útil, só saber usar. É como ir pra academia e querer ter um ótimo físico: se não seguir as regras básica de comer bem, treinar forte, mas sem exagero, e descansar, vai ficar zero a zero”.

Fez um intercâmbio com a Egali e quer contar sua história aqui no nosso Blog? Nos envie seus dados para comunicacao@egali.com.br. Participe! 🙂

  • egali
    Por egali