Meu intercâmbio em Vancouver | por Laura Lisbôa - Egali Intercâmbio
Eu fui de Egali
Canadá

Meu intercâmbio em Vancouver | por Laura Lisbôa

Atualizado em 19 de janeiro de 2018

A Laura foi de Egali para Vancouver, no Canadá, e adorou a experiência! Confira a seguir o depoimento que ela mandou para gente.

E se você tem interesse de fazer um intercâmbio para o Canadá, converse com um de nossos consultores aqui.

 

Meu intercâmbio em Vancouver | por Laura Lisbôa

 

1. A cidade

Viajei para Vancouver em janeiro de 2017, ou seja, durante a época mais fria do ano. Foi o lugar mais encantador que já estive: a vegetação, o clima e as diversas paisagens combinavam de uma forma extremamente harmoniosa.

A boa educação dos canadenses me chamou muita atenção, além do jeito em que tudo na cidade funciona (principalmente o transporte público). Os ônibus são bem equipados e muito confortáveis, além de muitíssimo seguros (assim como tudo lá).

O intercâmbio é, sem dúvidas, uma das melhores experiências que alguém pode ter! A minha vivência em um país de culturas mistas é algo que nunca esquecerei, pois pude aprender muitas coisas e me tornar alguém melhor com uma mente muito mais aberta.

Sinto falta, exclusivamente, de tudo!!!

 

2. Vida noturna

Não frequentei pubs e outras atividades do gênero, pois ainda sou considerada menor de idade no Canadá. Cheguei a ser convidada para uma festa enquanto voltava para casa porque pensaram que eu tivesse em torno de 19 anos (maioridade do país), mas infelizmente tive que recusar. Poderia ter sido legal já que os ambientes parecem muito agitados e divertidos!

Então, quem tiver oportunidade e a idade mínima, não deixe de experimentar e aproveitar as noites de Vancouver. Provavelmente, você não vai se arrepender!

egali-intercambio-meu-intercambio-em-vancouver-por-laura-lisboa-01

 

3. A gastronomia

Sempre muito bem acostumada com a minha feijoada, foram muitos dias sentindo saudades do cardápio brasileiro. A gastronomia canadense é bem diferente, mas se souber escolher bem o que comer nas refeições e controlar o fast food, tudo dá certo. Tanto que foi raro achar pessoas acima do peso, algo que é totalmente comum nos Estados Unidos.

Mas eu também tive a sorte de ficar em uma homestay que fazia uma comida muito boa, diversificada e nada muito diferente do que sou acostumada. No café da manhã, tomava chocolate quente ou suco de laranja acompanhado de umas torradas; durante o almoço o negócio já ficava meio estranho, pois almoçava apenas um sanduíche (o meu tinha bastante salada) com um refrigerante ou água, mas caso eu ainda estivesse com fome, infelizmente minha única saída era algo do Mc Donald’s; e por fim, no jantar, minha host mother mudava o prato todas as noites, mas lembro que ela gostava muito de fazer cookies com uva passa, macarrão, pizza e algumas vezes até nos oferecia sorvete na casquinha para mim e minha host sister.

Indico o restaurante The Old Spaghetti Factory e também o famoso Poutine, um prato típico do Canadá!

egali-intercambio-meu-intercambio-em-vancouver-por-laura-lisboa-03

 

4. As compras

Não acho que o Canadá seja o lugar mais indicado para fazer compras, devido aos altos impostos cobrados. Porém, há lojas muito proveitosas e consegui fazer boas compras!

Um lugar muito legal (e que tem em todos os cantos de Vancouver) é a Dollarama. Lá, tudo o que você precisa é vendido com preços de 1 a 3 dólares canadenses (comprei vários materiais escolares).

Sobre lojas de roupas, indico a H&M, Vans, Victoria’s Secrets e Forever 21. Se você tiver tempo, procure ir ao outlet, que vende muitas peças legais nas lojas da GAP, Puma e Nike. Ah! E caso for muito fã de chocolate, vá à loja da Lindt do outlet, eu consegui chocolates (maravilhosos de graça!). Outra dica é não se esquecer de pesquisar os preços, pois os shoppings são muito caros.

Em relação às maquiagens, farmácias e o Walmart são a melhor opção. Comprei tudo o que precisava na farmácia London Drugs.

Não estava precisando de eletrônicos, mas acompanhei meus amigos várias vezes na Best Buy (inclusive, eles compraram caixas de som muito boas). Não deixei de dar uma olhadinha nas câmeras fotográficas e em alguns acessórios (cabo USB, fones de ouvido…) e estavam com preços bem bacanas.

Não deixe de passar em lojas de lembrancinhas e comprar chaveiros, canecas, blusas ou até bichos de pelúcia. Com certeza, eles terão um valor sentimental muito grande quando estiver acabado o intercâmbio. Eu, por exemplo, comprei uma bandeira do Canadá e todos do meu grupo assinaram, assim, não me esquecerei deles nunca!

E por último, se você for apaixonado por música assim como eu, não se esqueça das lojas de música, geralmente elas são bem alternativas e você pode encontrar muitas coisas.

 

5. Os passeios

Tive a oportunidade de fazer vários passeios com a escola (como a visita à cidade onde a série “Once Upon a Time” é gravada), com meu grupo e outros dois para Victoria e Whistler que já estavam incluídos no meu programa da Egali.

Todos os passeios foram inesquecíveis e é muito difícil indicar apenas um! Victoria foi a cidade mais aconchegante e tranquila em que estive (e tem waffles deliciosos).

Whistler deveria ser parada obrigatória para os brasileiros. A cidade parece um vilarejo com montanhas de neve ao redor, com muitos esportes sendo praticados. Tantos esportes que ela até chegou a ser sede de alguns eventos dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2010, então, é maravilhoso para quem gosta ou quer tentar andar de ski  e snowboard! Eu resolvi brincar de descer na montanha de boia mesmo e foi a coisa mais diferente que já fiz! Voltei a ser criança, descobrindo um novo mundo e a sensação foi única!

egali-intercambio-meu-intercambio-em-vancouver-por-laura-lisboa-02

6. A Egali

A Egali foi super vantajosa por ter sido exatamente o que eu queria! Seus pacotes eram os mais econômicos e ofereciam passeios da melhor qualidade. Além disso, tiveram várias reuniões online com o grupo com o qual eu estudaria.

Foi um suporte muito grande sobre o que eu precisava antes e durante a viagem! Indico sempre que alguém está interessado em fazer intercâmbio.

 

7. A experiência

Foi ótimo estar no Canadá, pois há diversas culturas e pude ver um pouco de cada uma. Por exemplo, minha host family era indiana, conheci alguns chineses, tive experiências em restaurantes árabes, estudei com coreanos, conheci filipinos, e os canadenses (é claro!).

Por mais que as culturas fossem diferentes, elas tinham duas coisas em comum: a educação e respeito. Isso foi algo muito forte que notei na cidade e que passei a admirar muito!

Essa imersão em outras culturas me marcou bastante e sempre que posso conto histórias que vivi e que são relacionadas a isso aos meus amigos e familiares.

egali-intercambio-meu-intercambio-em-vancouver-por-laura-lisboa-01

Meu top 5 Vancouver

1. A forma que amadureci, criei responsabilidades e independência;

2. As amizades que criei;

3. As histórias únicas que vivenciei;

4. As belas paisagens do Canadá;

5. Educação e segurança do país.

egali-intercambio-meu-intercambio-em-vancouver-por-laura-lisboa-04

 

E aí, gostou do depoimento da Laura? E, se você já fez o seu intercâmbio com a Egali e quer contar pra gente como foi, responda o nosso questionário e mande as fotos para o e-mail marketing3@egali.com.br!

Logo, logo, você poderá aparecer aqui no blog!

E, caso você ainda não tenha feito um intercâmbio, e tenha muita vontade de fazer, é só clicar aqui.

  • egali
    Por egali