Os 9 lugares mais inóspitos do mundo - Egali Intercâmbio
Curiosidades

Os 9 lugares mais inóspitos do mundo

Atualizado em 14 de maio de 2021

Você já se imaginou vivendo com temperaturas de -50°C, morando em um dos lugares mais poluídos do planeta, ou até mesmo fazendo turismo em uma área contaminada? Alguns lugares inóspitos do planeta Terra possuem essas e outras características um tanto quanto… interessantes, e que fazem deles locais super perigosos para se visitar.

O acesso a esses pontos nada turísticos é muito difícil e muitos dos lugares apresentam péssimas condições para se morar. Ficou curioso? Vem ler!

 

1. Vozrozhdeniya Island, Cazaquistão/Uzbequistão

A ilha é um assentamento abandonado em uma paisagem árida, sem vida. A seca do Mar de Aral (sem dúvida o pior desastre ambiental da história da humanidade) deixou inúmeros barcos encalhados ali.lugares-inóspitos-vozrozhdeniya

A ilha de Vozrozhdeniya era o local de experimentos biológicos da guerra soviética. Hoje, toda a área está contaminada com antraz, varíola e peste bubônica. Os únicos moradores do local são roedores que se tornaram super resistentes a estas doenças.

O laboratório foi criado em 1948 e, no seu auge, 1.500 pessoas moravam lá. A área foi completamente abandonada em 1992.

 

2. Baku, Azerbijan

Desde 1872, Baku e a área ao seu redor tem sido dominada pela indústria do óleo, como é evidente pelas incontáveis bombas de óleo ​​e plataformas de perfuração que enchem a paisagem.

Baku é um dos lugares mais poluídos do planeta. Ele foi o centro da indústria soviética e da pesquisa petroquímica. Os problemas de saúde podem provar isso: as taxas de câncer aumentaram em 50% e os defeitos de nascimento já são comuns.

lugares-inóspitos-baku

Apenas nas últimas duas décadas, o governo do Azerbaijão tem mostrado esforços para resolver os problemas ambientais. Há cerca de 2 milhões de pessoas vivendo em Baku.

 

3. Darfur, Sudão

Um conflito incessante, que abrange mais de meio século, já resultou em uma enorme perda de vidas e milhões de refugiados no Sudão.

Imagem de United Nations Photo por Flickr

Desde 2003, mais de 300 mil civis foram mortos e muitos ficaram deslocados. Os campos de refugiados estão entre os lugares mais perigosos do planeta em termos de estupro e violência física.

 

4. Norilsk, Rússia

O fato mais agravante em Norilsk é a poluição. A cidade é o lar de fundições de minério de níquel e produz 1% das emissões de dióxido de enxofre de todo o planeta.

Imagem de Ninara por Flickr

Não há árvores nos 48 km das principais fundições, em parte devido à chuva tóxica dos quatro milhões de toneladas de metais e venenos liberados no ar a cada ano. A população do local é de 175.300 pessoas.

 

5. Dallol, Etiópia

Dallol detém o recorde de maior temperatura média já registrada em uma parte habitada do planeta: cerca de 34°C ao longo de um ano. Uma estrada de ferro passou de Dallas a Eritreia em 1918 e cloreto de potássio foi extraído na área. Agora, é possível extrair sal de mesa no local. Com isso, algumas pessoas permaneceram na cidade para comercializar o sal, mas a maioria abandonou a cidade.

Imagem de Mauro Gambini por Flickr

Uma curiosidade é que Dallol é um dos lugares mais remotos da Terra. Para chegar lá você precisa voar para a Etiópia, ir até o deserto e pegar um camelo para o restante da longa e árdua jornada.

 

6. Chernobyl, Ukraine

A cidade de Chernobyl teve uma rica história religiosa, e começou a vida como um pavilhão de caça em 1193. Atualmente, cerca de 500 pessoas ainda moram lá, mesmo após o desastre.

Imagem de Matt Shalvatis por Flickr

Chernobyl possui uma estação de energia nuclear abandonada e alguns animais selvagens muito interessantes. O problema é que lá há muita radioatividade, elevadas taxas de câncer, crianças deformadas e uma decadência sem fim.

Para resumir: todo o lugar é um lembrete desagradável das consequências do erro humano.

 

7. Baghdad, Iraque

A cidade está no meio de um país devastado por conflitos, onde os ocidentais são os alvos principais para todos os tipos de coisas desagradáveis.

Imagem de U.S. National Archives por U.S. National Archives

Com uma população de cerca de 6,5 milhões de pessoas, Baghdad foi fundada no século 8 e foi a maior cidade do mundo durante a Idade Média.

Visitar a cidade é uma tarefa bem complicada. Isso porque, além da dificuldade para conseguir o visto, o local também é bastante suicida (a única área segura é a Zona Internacional e você não poderá chegar lá sem os documentos corretos).

 

8. Grozny, Rússia

A cidade mais destruída da terra. É assim que Grozny é chamada pelas Nações Unidas.

O local tem sido tomado por várias ondas de bombardeios e violência. Milhares de pessoas morreram e muitas ainda vivem em prédios abandonados sem água, aquecimento ou eletricidade. Além disso, há perfurações ilegais de petróleo por algumas áreas.

Imagem de Michal Vogt por Flickr

A cidade foi construída como um posto militar em 1818. A população é de 271 mil pessoas, sendo que a maioria vive na miséria.

 

9. Yakutsk, Rússia

Yakutsk é uma das cidades mais frias do planeta, com temperaturas de até -40 °C. Os invernos são longos e MUITO frios, com apenas 15 horas de sol atingindo a cidade.

Imagem de Magnús H Björnsson por Flickr

Os habitantes de Yakutsk orgulham-se dizendo que, apesar do frio intenso, a região é tão rica em recursos naturais que, provavelmente, deve conter todos os elementos da Tabela Periódica.

Fonte:  The World Geography 

 

 

  • Aline Gomes
    Por Aline Gomes Soy una brasileña apasionada por todo los temas de viajes, los idiomas, la gente, la música y el baile. Creo que las personas son conectadas por sus historias. Si quieren saber más de mí, pueden encontrarme aquí -> @aliensemog

Precisa de Ajuda? Fale Conosco
Entre em contato com nossa equipe de especialistas para começar a planejar seu intercâmbio.

Preencha os campos abaixo com seus dados para que possamos retornar, caso caia a conexão.

Campo obrigatório
Entre com um email válido
Campo obrigatório