10 viagens para fazer saindo de Malta - Egali Intercâmbio
Tudo sobre intercâmbio
Malta

10 viagens para fazer saindo de Malta

Atualizado em 24 de abril de 2017

Você já conhece os motivos para estudar inglês em Malta, já sabe um pouquinho de sua vida noturna e já pode ler um guia rápido sobre o país, não é mesmo? Mas, o que você ainda não sabe é que a localização do arquipélago favorece (e muito!) a viagem para outros países da Europa.

Sério! Localizada entre a Sicília e a Tunísia, bem no meio do Mar Mediterrâneo, Malta oferece várias opções de voos por companhias low coast (como a Ryanair e a Air Malta) e ferry boats (que são tipo catamarãs) dependendo do destino que você deseja ir.

Por isso, separamos 10 destinos super bacanas (e alguns até meio diferentes) para que você, intercambista em Malta, possa aproveitar ainda mais a experiência incrível de fazer um intercâmbio.

Vamos conferir!

 

10 viagens para fazer saindo de Malta

 

1. Catania, Sicília

Malta fica tão perto da Sicília, que as duas juntas recebem o apelido de “ilhas primas”. Com uma distância de 90 km, em dias claros, é possível avistar uma ilha da outra. Então, fazer a viagem de Malta para a Sicília e vice-versa é simples e rápido.

Você poderá chegar à Catania de dois jeitos: de avião ou ferry boat. Se você optar pela primeira opção, saiba que a Air Malta possui voos diários saindo do aeroporto de Malta para a Catânia. A viagem dura cerca de 40 minutos, e se as passagens forem compradas com antecedência, os preços são bastante acessíveis.

Se você decidir ir pelo mar, no verão, há ferry boats disponíveis em 6 dias da semana (menos às quintas-feiras),  enquanto no inverno, eles ficam disponíveis em 5 dias da semana. A viagem dura 1h45, com escala em Polazzo, de onde você irá de ônibus para Catania. Para evitar surpresas, compre a sua passagem, no mínimo, 3 dias antes da viagem.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-catania

 

2. Túnis, Tunísia

Você pode aproveitar a sua ida à Sicília e seguir de lá para a Tunísia, já que o ferry boat com destino à Túnis faz escala em Palermo (capital da Sicília). Além dessa opção, você pode pegar um voo direto saindo do aeroporto de Malta até o de Túnis pela Air Malta.

Em Túnis, você encontrará uma capital que transpira um ar europeu. São poucas as mulheres que andam cobertas dos pés à cabeça ou usando o tradicional lenço nos cabelos. Comece os passeios pela Grande Medina, onde a cidade nasceu há 500 anos atrás, e que desde 1979 é considerada patrimônio mundial pela UNESCO.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-tunis

 

3. Atenas, Grécia

Uma ideia boa para os intercambistas que estão em Malta é ir à Grécia em um fim de semana. Você pode chegar a Atenas na sexta de noite e no outro dia fazer um mini cruzeiro em três ilhas.

Esse passeio é ótimo, começa às 8h de manhã e termina às 19h, e você visita as ilhas de Hydra, Poros e Egina. Depois disso, ainda dá para curtir a noite na cidade em um dos bairros mais charmosos de Atenas, o Psirri.

No domingo, você pode conhecer a Acrópole e os bairros que ficam ao seu redor, como Plaka, Monastiraki, Thissio e Sintagma. Pronto! Em um final de semana você conhece um pouquinho da Grécia.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-atenas

 

4. Bruxelas, Bélgica

Se você se preparar essa viagem com antecedência, é possível encontrar passagens com bons preços para Bruxelas. Além disso, é sempre bom lembrar que existem vários voos que ficam mais em conta saindo desse destino.

Chegando lá, você encontrará os icônicos monumentos Atomium (uma molécula gigante) e Manneken Pis (um menininho fazendo xixi) que já serão fundo de várias de suas fotos. A cidade ainda é sede da OTAN e do Parlamento Europeu e sua vida cultural é impressionante.

Não deixe de visitar o Musées Royaux des Beaux Arts que possui obras de vários artistas renomados. Bruxelas também possui uma bela praça, a Grand Place (ou Grote Markt) que é, sem dúvida, o local mais charmoso da cidade.

Ah, e não se esqueça de se deliciar com os chocolates e cervejas belgas!

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-bruxelas

 

5. Breslávia, Polônia

Se você quiser ousar no seu destino de viagem, vá para a Polônia! A Breslávia, também conhecida como Vratislávia (ou Wroclaw, em Polonês), é considerada a Veneza do Norte.

Construída às margens do Rio Odra, a cidade possui 154 pontes! Ela já esteve sob o domínio dos reinos de Boêmia, Áustria, Prússia e Alemanha, e somente em 1945 voltou a ser da Polônia.

Além disso, a cidade possui muitos jovens, pois vários deles se mudaram para lá para estudar. Mesmo no inverno, a vida noturna da cidade é bem agitada, principalmente nos cafés e pubs. Outra coisa legal são os gnomos espalhados por Breslávia, são 97 estátuas, uma mais fofa que a outra!

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-breslavia

 

6. Vilnius, Lituânia

Localizada entre a Letônia, a Polônia e a Bielorrússia, a Lituânia é um belo destino para visitar. Sua capital, Vilnius, possui 3 milhões de habitantes, e possui o maior centro histórico em estilo barroco da Europa, que é tombado como Patrimônio Universal pela ONU.

Tudo pode ser feito a pé por lá, incluindo a “viagem” à Uzupis. E a gente fala “viagem”, porque esse bairro de Vilnius se autoproclama uma república independente. O lugar é super alternativo, artístico e charmoso, vale a visita!

E se você decidir ir para lá no verão, não irá se arrepender! Cortada por rios e riachos, você poderá andar de caiaque, pescar e até nadar em plena capital. Tudo isso aproveitando um dia compriiiido, que só escurece depois das 23h e amanhece lá pelas 3 da manhã.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-vilnius

 

7. Dublin, Irlanda

Você já viu nesse post, que de Dublin pode-se ir para Malta. E, por que não ir de Malta para Dublin, né?! Pacata e super hospitaleira, a cidade simplesmente adora receber intercambistas.

Com mais de mil pubs e várias baladas, a região do Temple Bar é a queridinha dos visitantes da capital da Irlanda. O bairro, que foi todo restaurado na década de 1980, abriga os pubs mais descolados, lojas bacanas, galerias de arte, brechós e mercados em ruas exclusivas para pedestres.

O mês preferido pelos visitantes para visitar a cidade é setembro, porque os dias ensolarados são mais frequentes nessa época.  E é claro, não se esqueça de fazer o tour pela Guinness Storehouse, que mostra como uma das maiores delícias irlandesas (a cerveja) é fabricada.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-dublin

 

8. Berlim, Alemanha

Com uma latitude praticamente nórdica, é bom você ir preparado para o frio quando for visitar Berlim. Mas não deixe de fazer sua viagem para lá por causa disso, pois ela é simplesmente incrível!

Se você puder ir nos meses de julho ou agosto, vá! No verão, toda Berlim vai para as ruas! Cervejarias ao ar livre e praias em trechos do rio Spree surgem na cidade, que fica ainda mais alegre e desencanada (só não se esqueça de levar aquele casaquinho).

E, além da história que carrega com seus museus, palácio e monumentos, Berlim também foge dos padrões das tradicionais visitas turísticas europeias. O Alternative City Tour é um exemplo disso, com uma visita à parte oriental da cidade (local que ficou mais de 40 anos atrás do muro de Berlim).

Depois da queda do muro, esse lado desenvolveu uma identidade diferente, onde artistas plásticos, grafiteiros, músicos e curiosos se reúnem para expor suas criações.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-berlin

 

9. Budapeste, Hungria

Budapeste é uma das capitais mais belas da Europa! Cortada pelo rio Danúbio, de um lado da ponte Széchenyi fica Buda, e do outro, Peste.

No lado de Peste fica o edifício do Parlamento, o metrô subterrâneo mais antigo da Europa e vários museus, galerias de arte, igrejas, óperas e as principais lojas da cidade. Já no lado de Buda, ficam o castelo, a Igreja de São Matias, as ruínas romanas e a maior parte das construções medievais da cidade.

Não importa de que lado você começará a explorar essa cidade, pois de qualquer forma sua viagem até lá será inesquecível! E, para encerrar o dia cheio de passeios, aproveite a vida noturna da cidade, cheia de baladas animadas, que podem acontecer em modernos clubes ou, até mesmo, em navios abandonados.

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-budapeste

 

10. Valência, Espanha

Considerada a cidade que tem mais a “cara da Espanha”, Valência não possui taaantos turistas, tem construções bem antigas e segue a risca um dos costumes espanhóis mais famosos: a siesta! A inauguração da Cidade das Artes e Ciências, em 1998, fez a cidade renascer das cinzas e atrair mais visitantes.

A atração é um complexo de prédios futuristas, projetado pelo arquiteto Santiago Calatrava. Lá, você poderá visitar o maior aquário da Europa, o Museo de La Ciencia e o Hemisfèric (um cinema bem legal).

Localizada na costa mediterrânea espanhola, a cidade tem em média 300 dias de sol, sendo perfeita para ser visitada durante todo o ano. Ela ainda pode ser explorada de diversas maneiras, por exemplo, pela sua gastronomia excelente, por suas praias extensas e, até mesmo, por ser a cidade sede de grandes eventos internacionais (como o Grande Prémio da Europa de F1 ou o Valencia Open Tenis 500).

egali-intercambio-10-viagens-para-fazer-saindo-de-malta-valencia

 

Eaí, curtiu os países que você pode visitar saindo de Malta? Se você já visitou alguns desses países ou acha que tem algum lugar que faltou nessa lista, fala com a gente nos comentários, nós vamos adorar! 😍

Ah, uma última dica: não esqueça de agendar sua viagem com antecedência, assim o preço das passagens saem mais em conta! 😉

  • egali
    Por egali